Logo: O Caderno de Aimé-Adrien Taunay - Histórias, descobertas e percursos
realização: Logo: IHF - Instituto Hercules Florence
apoio: Logo: Museu Paulista
Logo: O Caderno de Aimé-Adrien Taunay - Histórias, descobertas e percursos

CONTEXTO

Diário de um viajante

Em seu diário, o viajante anotava os fatos mais importantes do dia, muitas vezes acrescentando desenhos, aquarelas, comentários e reflexões. Aliás, não era das tarefas mais simples fazer anotações em um pequeno caderno quando se está andando (a pé, montado em animais) ou navegando na maior parte do dia. As anotações eram feitas a lápis, bico de pena com nanquim ou tintas ferrogálicas, e para colorir se valiam de aquarela, que possui como solvente a água, facilitando a sua utilização.

Página do manuscrito de Aimé-Adrien Taunay. Acervo Museu Paulista da USP (São Paulo).
Página do manuscrito de Aimé-Adrien Taunay.
Acervo Museu Paulista da USP (São Paulo).
Página do manuscrito de Aimé-Adrien Taunay. Acervo Museu Paulista da USP (São Paulo).
Página do manuscrito de Aimé-Adrien Taunay.
Acervo Museu Paulista da USP (São Paulo).
realização:
IHF Museu Paulista
parceria:
USP IFUSP - Instituto de Física da USP NAP - FAEPH