Logo: O Caderno de Aimé-Adrien Taunay - Histórias, descobertas e percursos
realização: Logo: IHF - Instituto Hercules Florence
apoio: Logo: Museu Paulista
Logo: O Caderno de Aimé-Adrien Taunay - Histórias, descobertas e percursos

AIMÉ-ADRIEN TAUNAY

A família Taunay e o Brasil

Desde a chegada ao Rio de Janeiro, em 1816, membros da família Taunay estiveram envolvidos com projetos políticos e culturais financiados pela monarquia portuguesa e, depois da Independência, pela elite do Império do Brasil.

Durante o governo de D. João VI, Nicolas-Antoine Taunay contribuiu para a organização da Academia Real de Belas Artes, criada em 1820. Seu filho, Félix Émile (1785-1881) tornou-se um dos mais importantes professores de pintura no Brasil do século XIX e ajudou a transformar a instituição montada pelo pai em Academia Imperial de Belas Artes.

Charles Auguste, filho de Nicolas e irmão de Félix, construiu carreira militar e foi administrador da fazenda de café mantida pela família na região da Tijuca, no Rio de Janeiro. Escreveu um curioso tratado sobre como gerenciar uma propriedade agrícola escravista naquela época.

Vinculados ao processo de formação do Império e da monarquia no país, os Taunay tiveram suas vidas entrelaçadas à política e a episódios marcantes no primeiro e no segundo reinados. Um dos filhos de Félix Émile, Alfredo d’Escragnolle Taunay, o Visconde de Taunay (1843-1899), foi militar, presidente de províncias, senador e escritor de obras renomadas, como "A retirada da laguna" (1871) e o romance "Inocência" (1872). Monarquista convicto, mesmo após a proclamação da República, o Visconde ajudou a criar a Academia Brasileira de Letras (ABL). Um de seus filhos, Afonso d’Escragnolle Taunay (1876-1958) é considerado um dos mais importantes historiadores brasileiros nas décadas de 1920 e 1930, tendo sido membro do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB) e do Instituto Histórico e Geográfico de São Paulo (IHGSP), além de membro da ABL e diretor do Museu Paulista por 28 anos.

realização:
IHF Museu Paulista
parceria:
USP IFUSP - Instituto de Física da USP NAP - FAEPH